Um brinde à Morte!

Somente os vivos podem fazer este brinde. O tema da morte e o morrer serão apresentados em duas ocasiões em nossa programação de novembro. Reflexões necessárias se queremos apreciar a vida em sua plenitude. A leitura e o estudo do Livro Tibetano dos Mortos fazem parte da tradição budista e esclarecem as etapas do pós-morte aos que desejam um renascimento em condições mais propícias à iluminação. A impermanência, o desapego e a utilização de nosso tempo de forma sábia devem ser a tônica de nossa existência. Para os budistas, o assunto Morte deve ser abordado e apreciado em nossa vida – estes ensinamentos profundos podem nos oferecer uma oportunidade de renascimento auspicioso. Não devemos adiar estas reflexões e deixar, como diria Chadug Rinpoche, para construir o banheiro quando já estamos apertados para usá-lo…

Para nos familiarizar com esta tradição e a sequência de vidas, vamos exibir também o documentário “Lua Brilhante”, que conta a trajetória de um dos lamas tibetanos mais respeitados e iluminados do século 20, Dilgo Khyentse Rinpoche (Tibete, 1910 ~ Butão, 1991), mestre da maioria dos lamas mais importantes hoje, incluindo S. S. Dalai Lama. Sua sabedoria e reencarnações nos mostram sua compaixão e a continuidade de seus ensinamentos, que atravessam o portal da morte e retornam à existência para continuar a beneficiar todos os seres.

Estamos nos preparando para a multiplicação dos programas de Cultura de Paz em 2019. Conheçam nossas propostas:

Educação para Paz – destinado a professores, gestores e indivíduos que se interessam em aprender as estratégias de Não-violência e Cultura de Paz. Serão oferecidas bolsas e descontos especiais para pessoas que realizam trabalhos voluntários na comunidade. Agende uma conversa conosco para conhecer os critérios.

O programa de Liderança para o Futuro é destinado a jovens – oferecemos uma introdução às estratégias da cultura de paz através de uma Educação social, emocional e ética, que tem por objetivo criar as condições para um mundo melhor, mais inclusivo, tolerante e pacífico. Se você conhece alguma escola pública ou instituição que possa se beneficiar com estes programas, entre em contato conosco.

Acreditamos que a participação ativa nas soluções dos problemas da sociedade é um dever de todos, por isso dedicamos nosso tempo e energia neste sentido. Se você se identifica com estes ideais, junte-se a nós e seja parte da solução. Afinal ninguém é melhor do que todos nós juntos!

Mãos em prece.

Regina Proença

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *