Por que falar de Mandela?

Entre tantas coisas que podemos escolher na vida, como passamos o nosso tempo é um dos privilégios mais valiosos. Quando escolhemos passar uma tarde falando sobre a vida de alguém tão admirável quanto Nelson Mandela, aprendemos com modelos reais de pessoas extraordinárias que enfrentaram obstáculos imensos em nome da liberdade, justiça e direitos humanos. Conhecer mais sobre sua vida e luta nos deixa mais humildes, redimensionamos os desafios que nossa vida nos apresenta, paramos de mi mi mi e seguimos mais fortes e inspirados.

Somos desafiados todos os dias a nos tornarmos melhores, a conquistar mais coisas e acabamos por passar a maior parte do tempo pagando por nossas aquisições e reclamando do quanto viver é difícil e caro. Acabamos por gerar tanto estresse e cobranças que no esforço do cotidiano adoecemos. Nos sentimos fracos e impotentes. Nossa alma não encontra alimento suficiente para nos mantermos lúcidos e sãos.

Neste momento devemos recorrer à sabedoria e exemplo de seres como Mandela, Gandhi, Jesus, Dalai Lama e tantos outros, para abastecer nossa alma de energia pura, curadora e inspiradora. Estamos tão cansados de ver os absurdos na política em nosso país, tanta sujeira, corrupção, violência que ficamos descrentes que no mundo pode existir políticos com a estatura de Mandela. Que enfrentou uma sociedade racista, com a segregação oficializada por um governo mais do que opressivo. E que apesar disso as mudanças ocorreram, fomos testemunhas dos eventos.

Temos que sair do nosso torpor e buscar soluções práticas para a sociedade e o país, precisamos aprender como fazer isso de forma não-violenta, justa e eficiente. Precisamos nos envolver com o processo de mudança que desejamos ver no mundo, se engajar verdadeiramente, sair do ativismo de Facebook e arregaçar as mangas, colocar os talentos e a energia na construção de um planeta melhor para nós e para as gerações futuras, ao invés de ficarmos constantemente reclamando e nada fazendo para mudar.

Visitar o legado de Mandela é um convite aos que estão incomodados e desejam reunir forças para agir. Sair da zona de conforto, ou do sofá, é o primeiro passo. Venham refletir conosco e honrar a memória de Nelson Mandela, somos todos responsáveis pelas nossas escolhas e pelas consequências geradas por elas. Ações valem mais que pensamentos, curtidas e bravatas nas redes sociais não geram mudanças, apenas aliviam o ego das coisas que estão entaladas na garganta, espalhando mais discórdia do que qualquer outra coisa.

Mais uma vez citando nosso querido Gandhi “Seja a mudança que deseja ver no mundo”, posso garantir por experiência que Ser é um milhão de vezes mais gratificante que Ter.

Viva os super heróis da liberdade e da justiça! Viva Madiba!!!

Tribtuto a Mandela – 15 de julho de 2017

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *