Nosso jardim é nosso coração
Nele plantamos nossos amores e cuidamos de nossas flores para receber a primavera.
Sinto-me plantada bem no meio dele, com destaque e cuidados. Levo comigo este templo portátil, que pulsa e anima minha alma. Tudo passa por ele e dele emana, irriga, purifica, expurga e regenera.
Às vezes é preciso um longo período na escuridão para que as sementes geminem, fortaleçam-se e rompam o véu da luz. Nada mais alegre do que perceber os novos brotos que balançam ao vento. Um verdadeiro deleite! Promessa de um futuro bom!
Plantemos apenas as sementes que podemos cuidar, nada de deixar morrer as promessas. Somos absolutamente responsáveis por tudo o que plantamos e consequentemente, pelo que colhemos.
Não há truques, não há sorte, apenas atenção. Se notarmos a presença de ervas indesejadas, devemos imediatamente retirá-las, da mesma maneira que devemos arrancar as mágoas e dúvidas de nosso coração. Agir é melhor que pensar, esperar é um erro.
Mesmo com todo cuidado algumas sementes não vingam, talvez seja melhor assim.
A Natureza é sábia e nos protege de nossa insensatez.

Regina Proença

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *