Saudações!
Começamos a vislumbrar uma possibilidade de vacina para o vírus que transformou nosso planeta este ano. Pode ser que até o início de 2021 possamos celebrar este avanço da ciência e finalmente nossos encontros presenciais e reuniões possam ser retomados. Nossa equipe permaneceu ativa, mas socialmente distante neste período. Alguns sentiram a necessidade de mudar a relação com seu trabalho e começaram novos empreendimentos, investiram em seus sonhos e canalizaram seus talentos em novos projetos, conquistando assim mais do que novos trabalhos, estão se auto realizando e criando novos futuros para si e suas famílias. Com mais tempo para pensar, planejar e refletir sobre como trilhar caminhos diferentes, acabamos por seguir nossos corações. A encruzilhada criada pelo vírus se precipitou em nossas vidas e as novas escolhas trouxeram gratas surpresas. É um fato que estamos em constante transformação, mas desta vez foi uma mudança coletiva e forçada. Se a pandemia fosse uma onda, eu diria que muitos tomaram um “caldo” e viram o mundo girar sem ter onde se segurar. Aqueles que conseguiram surfar a onda e se reinventaram, certamente se sentem mais empoderados para lidar com as mudanças e adaptações necessárias para continuar a viver sem afundar e sem se desesperar.

Muito além da imunidade tão sonhada por todos, precisamos refletir sobre o que aprendemos neste ano tão atípico, desafiador e sofrido. Algumas lições são mais profundas e quem estiver desperto poderá notar que algumas mudanças vieram para ficar. A conscientização sobre o real valor da Vida como algo mais importante que o dinheiro, status e o consumo generalizado, é uma destas mudanças. Se sua mente permaneceu atrelada às perdas, pode ser que o futuro se torne amargo e as coisas percam o sentido. Se as coisas que pareciam certas como seu negócio, emprego ou atividade profissional colapsaram, a vida lhe deu uma amostra grátis de impermanência. Na minha percepção, há muitas coisas positivas que estes meses de isolamento nos ensinaram. Prefiro focar nas coisas boas, pois os noticiários já estão repletos de tragédias sociais, políticas e humanitárias – quem quiser, pode ligar em qualquer canal e se deprimir ou se enraivecer. Quem aprendeu a lição, se tornará mais grato, mais humilde e aberto à transformação. Quem apenas idolatrava o ego, as aparências e os bens materiais, deve estar se sentindo perdido e sem razão para viver.

Espero que você tenha se reinventado, aprendido algo novo e tenha se aprimorado na arte de viver. É para isso que estamos aqui neste planeta lindo, para aprendermos a ser humildes, generosos e agradecermos a cada novo dia que podemos respirar, abraçar os entes queridos, contemplar o sol, as flores e as bênçãos que recebemos. A pandemia vai passar, mas se a lição não for aprendida, ela se repetirá. Espero que a vida pós-corona seja melhor e mais elevada para todos!

Mãos em prece.
Regina Proença

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *