Image by congerdesign from Pixabay

Editorial – Abril 2020

Caros amigos,

Este ano estamos sendo testados em nossas convicções e amor ao próximo. Nossos projetos presenciais estão suspensos no momento, mas o tempo de isolamento será criativo – a gestação das ideias, reflexões e estudo continuam. 

Sempre abordamos em nossos encontros a importância da percepção de que somos interdependentes, conectados ao ambiente, à natureza e infelizmente aos vírus. Apesar das condições não serem agradáveis e alegres, acredito que este sofrimento coletivo poderá se transformar em aprendizado e mudança de hábitos. A partir de agora teremos mais consciência da importância de adotar práticas de Meditação, Ecocidadania e Educação para paz, pois entendemos o quanto somos afetados por fatos que ocorrem do outro lado do mundo, e não apenas em torno de nosso umbigo.

Decidimos realizar um Tributo online a Martin Luther King Jr., que no dia 04 de abril de 1968 foi assassinado em Memphis, EUA. Em diversos momentos ele esteve preso, isolado em celas individuais, e não apenas confinado em sua casa com a presença de familiares ou devido a algum vírus como nós. Sua luta por um mundo melhor, menos racista e violento permanece atual e suas reflexões sobre o modo como nos comportamos perante nossos irmãos humanos nos leva a refletir sobre o que estamos vivenciando, mais de cinquenta anos após sua morte. No texto “A Casa Mundial” ele escreveu sobre um famoso escritor que faleceu e entre seus escritos foi encontrada uma lista de temas para futuros livros. Dentre eles, o mais destacado era: “Uma família muito desunida herda uma casa na qual devem viver juntos. Este é o novo grande problema da humanidade. Herdamos uma casa grande, uma ‘casa mundial’, na qual temos que viver juntos: preto e branco, ocidental e oriental, gentio e judeu, católico e protestante, muçulmano e hindu – uma família com membros separados desde sempre em ideias, culturas e interesses, e que, impossibilitados agora de viver isoladamente, precisam de alguma forma conviver em paz uns com os outros”.

Mais do que nunca, percebemos que  fazemos parte de uma “comunidade global”, somos todos irmãos e irmãs. Estamos sendo desafiados a encarar um futuro comum, aprendendo a viver juntos e nos unir neste momento. Temos duas escolhas possíveis: o caos ou a comunidade. Herdamos este planeta lindo, esta casa que acolhe e nutre todos os seres. Para criarmos harmonia, saúde e prosperidade, teremos que nos comportar como seres evoluídos, compassivos e responsáveis. Teremos que colocar a Vida acima da Economia, o Amor acima do Egoísmo, a Lucidez acima da Confusão.  

Para nos auxiliar neste momento, vamos disponibilizar as reflexões que Luther King fez quando estava preso em isolamento na cadeia de Birmingham. Suas palavras nos levam por caminho claro, reto e firme em direção ao bem, ao outro e à justiça. Aspiramos que suas palavras consolem e inspirem nossa alma, para que após o confinamento sejamos melhores amigos, irmãos, pais e filhos. O planeta está nos dando uma lição difícil, mas quando superarmos esta fase sairemos melhores humanos, e isso pode nos salvar da destruição e ruína moral. O texto da Carta da Cadeia de Birmingham será disponibilizado através de um podcast, com a narração de nosso parceiro Ricardo Albuquerque. 

Unidos estamos na dor, na alegria e esperança. 

Mãos em prece.

Regina Proença 

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *