Fomos de carro de Amristar até Dharamsala, um trajeto de aproximadamente cinco horas. Como sempre, ficamos em alerta a cada curva da estrada – nosso motorista não falava inglês então não dava nem para pedir para ir sem pressa, mas à medida que nos aproximávamos do destino, a vista nos distraia dos perigos do caminho. Enfim, chegamos à cidade que fica aos pés do Himalaia e onde reside Sua Santidade Dalai Lama.

Chegamos ao nosso hotel, que tinha uma vista incrível dos Himalaias. As cores, a imensidão e beleza imediatamente nos deixaram extasiadas. À medida que a luz do dia mudava, a tonalidade e o encanto nos hipnotizavam e tudo o que podíamos fazer era sentar, contemplar, absorver esta visão, para que cada detalhe fosse impresso em nossa alma. Mais uma vez, fomos agraciadas pela equipe do hotel com gentilezas e até flores antes de nossa despedida. Em todas as cidades que estivemos, deixamos um pedaço de nosso coração, fizemos amigos e sentimos na pele o significado da palavra hospitalidade. Um sentimento de gratidão, bênçãos e alegria nos impregnou em toda viagem.

O templo e residência de Sua Santidade fica no centro da cidade, no bairro McLeod Ganj. Além de residência, é a sede de seu governo no exílio. Repleto de vielas, há uma muvuca de pessoas de todos os cantos de mundo, intenso comércio religioso, artesanato e a maior comunidade de tibetanos na Índia. Peregrinos e mochileiros de todas as partes visitam o local, um complexo com templos, estupas, áreas cobertas para transmissão de ensinamentos, museu, livraria e alojamento para monges.

Os detalhes, as cores, imagens de Buda, Guru Rinpoche e muitos altares com oferendas encheram nossos corações de reverência e alegria por estarmos ali naquele local tão especial. Antes de nos despedirmos, assistimos aos monges dançantes que faziam sua bela apresentação: uma mistura de sons, dança e bênçãos.

Fizemos ali nossas melhores aspirações de longa vida à Sua Santidade Dalai Lama, este ser iluminado que tanto nos inspira com seu exemplo de compaixão, resiliência e generosidade. Só podemos agradecer ao Karma pela oportunidade de estar ali! Gratidão, gratidão, gratidão!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *