Se você gosta de música e acredita no poder que ela pode ter na vida e na criação de memórias, venham assistir conosco o filme “A música nunca parou”, longa-metragem dirigido por Jim Kohlberg, que retrata o caso de uma família que utilizou a música para se conectar com o filho vítima de um acidente. Atritos antigos que prejudicavam o relacionamento entre um pai e um filho são compreendidos através da música. A estória é baseada no artigo “The Last Hippie”, escrito por Oliver Sacks, famoso neurologista britânico. Através de canções dos Beatles, Bob Dylan, Buffalo Springfield e, principalmente, Grateful Dead – a banda preferida do rapaz – pai e filho experimentam uma reconciliação até então impensada.

Inscreva-se inbox.

Entrada: 1 litro de leite longa vida ou alimento não perecível

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *