Estamos todos ainda atordoados com tantos desafios que o momento nos cobra. As dores se multiplicam, a liberdade de ir e vir, os abraços, encontros… e nossa rotina mudou completamente. Como driblar a ansiedade? Não permitir que o medo se instale e pinte de cinza o caminho pela frente. 

Começamos a perceber, mesmo a contragosto, o quanto as pequenas coisas transformam nossas vidas.

Sem dúvida, este ano deixará marcas profundas. Porém, após estas experiências todas, a nossa musculatura espiritual estará preparada para enfrentar a etapa seguinte com força, coragem e esperança.

Precisaremos de muita força e energia para seguirmos adiante. Se conseguirmos sair agradecidos pela oportunidade preciosa de estamos vivos, já terá valido a pena.

Será importante nos reinventarmos, resgatar nossos poderes de Fênix, renascendo, munidos agora do conhecimento da fragilidade e preciosidade da existência, cientes de nosso papel como co-criadores da realidade e da importância de nossa colaboração na busca de soluções para os problemas. 

Temos que renovar nossa esperança na raça humana. 

Com certeza, dias melhores virão. Desejo apenas que tenhamos sabedoria para apreciar o real tamanho das pequenas coisas da vida.

Mãos em prece.

Regina Proença

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *